Agosto 31 2007

    

 

 

 

    O Governo PS voltou a fazer mais um ataque feroz ao ensino superior público e de qualidade para todos. O Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior foi mais uma decisão que vêm "por arrasto" de outras, nomeadamente, a Lei do Financiamento do Ensino Superior e, claro está, do magnífico e tão proclamado Processo de Bolonha! Estas medidas acentuarão cada vez mais as injustiças entre aquelas que podem entrar no ensino superior e aqueles que não podem, entre os detentores do capital e os subjugados financeiramente.

     Com o RJIES (regime juridico das instituições do ensino superior) existirá uma autêntica "selecção natural" no ensino superior. Com ela, as instituições com maiores capacidades de financiamento, com a capacidade de atraír o capital externo e com melhores professores e investigadores (sendo que ainda falta averiguar o que é um bom professor e um bom investigador...) irão consequentemente ser mais financiadas pelas instituições e fundações (entidades públicas com direito privado) enquanto que as universidades que menos podem, quer economica como organizacionalmente, irão ser desacreditadas e não financiadas para não falar na muito provável extinção destas universidades. 

 

 

    É  a teoria da selecção natural na sua melhor forma!!

 

    Na minha opinião devemos lutar contra a selecção natural quando aplicada ao contexto humano, nomeadamente o contexto social, e não só no sector universitário como também em todas as actividades onde se exerce a actividade humana. A "selecção natural" transformou-se em "selcção social" exactamente com as mesmas características da primeira: selecionar os mais fortes e eliminar por completo os mais fracos.

 

    Considero, portanto, uma tremenda injustiça e acho que a acção política e social deveriam agir exactamente no sentido contrário! Haverá alguma lógica em financiar uma universidade que já têm cerdênciais? Não será mais justo financiar uma universidade pobre e que não consegue o brilhantismo das "gigantes"?

    Trata-se, pois, de uma situação de "pressão osmótica" no sentido de atingir o tão ambicionado "equilíbrio osmótico".

    Por tudo isto venho demostrar o meu total repúdio por este RJIES e que conjuntamente com as demais medidas governamentais deste Executivo de Sócrates acabam por marginalizar os mais pobres e desfavorecidos.

 

   Cabe ao povo lutar e levantar a sua voz!!

   

publicado por Simao_psi às 13:25

Ainda não tive tempo para ler RJIES. Aliás, nem tempo, nem vontade! Mas como é do interesse de qualquer estudante universitário, eu não posso deixar de fazê-lo!

Mas se, de facto, vai aumentar o fosso entre instituições pobres e ricas... bem, não é o que o Governo está a fazer com o resto do país? É só mais uma para a conta...

A tua frase final, por sinal a negrito e sublinhada, é bem verdadeira do que se deveria fazer, mas por exemplos próprios, e tu também sabes bem disso, já são poucos os que lutam e que participam conjuntamente em acções cujo objectivo é o equilibrio social, ou qualquer outro! Cada um por si, e se "eu estou bem, os outros que se lixem".
JPA a 4 de Setembro de 2007 às 01:52

Tens toda a razão quando dizes que cada vez são menos as pessoas que lutam em massa para vencer as suas ambições, e por tudo isso só consigo intrepertar da seguinte forma: este país vive de medricas e cagarolas que não têm ousadia de fazer nada por eles próprios, quanto mais pelos outros... enfim, nem sabes quanto fico triste com tudo isto...
No outro dia quando fui ver á baixa aqueles aviões e vi lá a multidão toda a andar a pé (meio milhão de pessoas) que caminhavam em direcção ao rio para ver o espectáculo, perguntei-me a mim mesmo onde está este povo todo quando são feitas greves e lutas pelos seus próprios direitos... é ridiculos e só me leva a concluir que o nosso povo é cada vez mais conformista e vive de medos...
Simao_psi a 4 de Setembro de 2007 às 11:14

Ora nem mais! Quando há futebol, quando há algo que lhes dê alegrias a curto prazo, eles não falham, mas quando é para lutar por algo que, em primeiro lugar, lhes diz directamente respeito, e em segundo lugar, lhes poderá trazer enormes benefícios a médio ou longo prazo não o fazem. Isso também se vê na participação dos alunos na Faculdade! Enfim... dá pena!
JPA a 6 de Setembro de 2007 às 21:39

mais sobre mim
Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
17

19
20
21
22
23
24
25

28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO